Sejam bem vindos!
Se vocês gostam de saber novidades sobre livros e filmes está no lugar certo!

Resenha: O Cântaro de Prata


Autor: Andréia Sales
Editora: Novos Talentos da literatura Nacional (Novo século)
Páginas: 358
Sinopse: Nascer no dia de um deus é, sem dúvida, algo especial. Pode trazer muita sorte, mas também pode trazer muito sofrimento. No aniversário de quinze anos de Aléxia Sfakianakis sua vida mudaria para sempre. Após receber a notícia de que estava noiva de seu melhor amigo e de sua mãe ter sido baleada, o único acontecimento feliz daquela noite foi conhecer o misterioso Osmond Hoffmann, primo de seu noivo. Naquele dia Aléxia deu seus primeiros passos em direção à armadilha preparada por uma ciumenta e invejosa deusa. E aquele que julgava ser o grande amor de sua vida poderia estar servindo de isca. O medo de perder àqueles a quem amava e o anseio por protegê-los fez com que a garota fugisse de casa e se aventurasse pelas lindas ilhas gregas. No entanto, havia muitas surpresas pelo caminho. Surpresas que aproximaram Aléxia da doce deusa lunar, Febe. Em meio ao perigo, à distância, às importantes missões a serem cumpridas e à uma grande fúria da qual se defender, a garota acaba por descobrir um grande segredo sobre sua existência. 

Olá pessoal,
Hoje temos mais um resumo aqui no Pare, Escute, Leia... E o livro da vez é o Cântaro de Prata, escrito pela Andréia Sales, uma escritora brasileira super fofa *_*.
O cântaro de Prata é um livro que fala da relação entre deuses e humanos aqui na terra, e a Aléxia é a bola da vez dos Deuses. Aléxia faz seu aniversário no mesmo dia da deusa do amor, Afrodite, o que por si só já é um motivo de grande alegria, porque, tecnicamente, Aléxia teria a benção o zelo e a graça de Afrodite, certo? ERRADO, Afrodite a odeia e quer fazer de tudo para acabar com a vida linda e perfeita dela e para executar sua vingança irá até onde for preciso. E é nessa loucura que nossa protagonista conhece Osmond, que gera nela o amor à primeira vista. (Mas pera ai, ela não estava noiva de adérito? Seu melhor amigo e primo de Osmondo? As coisas estão ficando cada vez mais loucas para o lado de nossa protagonista...).

Não sei bem como dizer a minha opinião desse livro, tenho receio de não expressar exatamente o que eu achei... Mas vamos lá mesmo assim. O cântaro de Prata tem um ritmo agradável de leitura, nem rápido demais nem devagar demais, eu não me lembro de ler nada parecido com ele e a trama realmente envolve você e te faz querer saber mais sobre a mitologia e te leva a quer visitar as Ilhas Gregas – Onde a estória se passa – sem contar que a estória tem tudo que uma garota gosta: um triangulo amoroso, um carinha fofo e uma aventura inimaginável. A protagonista não é irritante e busca o que quer o que, sem dúvida, faz a estória ganhar pontos. Contudo preciso fazer uma resalva de um fato que me incomodou muito no livro: Nenhum personagem na estória ficou surpreso com a aparição de um DEUS na sua frente, por exemplo: eu acredito em Deus, mas se Deus aparecer do meu lado aqui agora eu não vou achar isso a coisa mais normal do mundo (convenhamos, em pleno séc.21 se Deus aparecer do meu lado eu vou achar que é o juízo final) e a minha impressão foi de que para eles, aparecer um deus era algo cotidiano, não tinha surpresa sabe?

Mas fora isso, uma leitura agradável, com suspense, mistério e amor... E é claro, deuses. Recomendo! Primeiro porque é um livro super tranquilo de ler e com uma boa trama; segundo porque a autora é brasileira e ela é uma fofa gente!!
Vamos colocar a literatura brasileira para cima pessoal! Leiam O Cântaro de Prata!

4 comentários:

Anônimo,  29 de maio de 2012 17:36  

Eu adorei ler esse livro, e concordo com a Isabela, a leitura é rapida e super legal, intrigante, desperta a maior curiosidade. E a Alexia é uma fofa.
Acho que tem gente que nao entende o que le

Anônimo,  29 de maio de 2012 18:46  

Um dos melhores livros que li nos ultimos tempos........ quem diz que nao eh bom tah com inveja....... e vamos continuar dando forca pra literatura nacional! bjinhos da Liih

Anônimo,  31 de maio de 2012 12:42  

Adorei!!!! Muito legal mesmo. Parabéns Andreia

Gisele,  4 de junho de 2012 06:10  

Tem pessoas jovens que desperdiçam seu tempo, mas você Andrea, realmente utilizou seu tempo com coisas úteis, como foi que conseguiu escrever esse lindo livro com apenas 15 anos? Parabéns, é um incentivo aos jovens de hoje! Gisele.

Postar um comentário

  © NOME DO SEU BLOG

Design by Emporium Digital