Sejam bem vindos!
Se vocês gostam de saber novidades sobre livros e filmes está no lugar certo!

Entrevista com Andréia Sales - Autora de "O Cântaro de Prata"


Olá pessoal, hoje temos a entrevista da fofísssimaaa da Andréia Sales, autora de "O Cântaro de Prata", resenhado AQUI no blog, que cedeu um pouco do seu tempo para responder as minhas perguntas de fofoqueira (srrsrsr), mas fez isso com a maior simpatia e saiu essa entrevista muito legal que vocês podem conferir agora.



1 - Quem é Andréia Sales?
Alguém que adora cultivar sonhos, de todos os tipos e todos os tamanhos. Mas gosta principalmente dos grandes, dos desafiadores. E se alguém julgar algum deles impossível, melhor ainda! Curiosa e intrigada com a Vida, o Universo e Tudo o Mais, acredita que a melhor forma de encarar um problema é sorrindo para ele e ama comer pó de gelatina.

2 - Quais são as dificuldades e os privilégios de ser escritor?
Creio que não há dificuldade no ato de escrever em si, mas sim na hora de publicar. Conseguir encontrar uma editora que aceite sua obra, aguardar que ela passe por todo o processo de revisão e diagramação e, principalmente, a divulgação, que para mim é o mais difícil. O maior privilégio, creio eu, é ver quando a sua obra causa um efeito positivo em alguém. E a maior realização certamente é conseguir despertar em uma pessoa o gosto e o interesse pela leitura.

3 - Como foi que surgiu a estória de “O cântaro de Prata”?
A parte que cabe aos humanos envolvidos no livro surgiu em uma madrugada de Dezembro, quando eu tinha 13 anos. Estava lendo uma história em que a protagonista resolve escrever um livro e então fiquei com vontade de escrever um também. Parei imediatamente de ler, sentei ao computador e comecei a esboçar uma trama. Trabalhei nisso por uma semana e depois abandonei o projeto. Um ano depois, ao estudar Mitologia Grega no colégio, comecei a imaginar a relação entre deuses e humanos e como seria interessante se alguém resolvesse criar novos mitos. Decidi que essa pessoa seria eu e encaixei os deuses no meu projeto abandonado. Assim, “O Cântaro de Prata” começou a ganhar consistência.

4 - Você planeja criar uma continuação para “O Cântaro de Prata”?
A princípio eu não tinha pensado nisso. Porém, algumas pessoas disseram que seria legal se tivesse uma continuação. De qualquer forma, deixarei isto para o futuro, por enquanto tenho outros planos para a minha vida literária.

5 - Os personagens de O cântaro de Prata foram inspirados em pessoas que você conhece ou conheceu?
Nem todos e não totalmente. Há, sim, várias características de pessoas que conheço no livro, porém elas estão distribuídas por personagens diferentes. Alguns personagens foram também inspirados em outros livros e filmes.

6 - Você tem projetos para escrever outras histórias?
Sim. No momento estou trabalhando no primeiro livro de uma trilogia, que abrangerá sonhos, magia, minas de sal, Mitologia Eslava e Idade Medieval.

7 - Deixe uma mensagem para todos os leitores do blog.
Acredito que viajar é um desejo natural do ser humano. E uma das formas mais completas de fazê-lo é através da leitura, pois nela não há limites. É possível ir a qualquer lugar e fazer qualquer coisa. Podemos até morrer, ou mesmo fazer uma visita ao mundo inferior e ainda assim continuaremos vivos. Não há riscos, há apenas a emoção. Peço que vocês, leitores, nunca abandonem essa forma de viajar. E façam o possível para popularizá-la entre as pessoas. Muito obrigada a todos pelo interesse em ler essa entrevista e um grande abraço.


Conhecendo mais a fundo Andréia Sales:

Uma cor: Azul turquesa

Um nome: Catherine
Um lugar: Um lago com neblina
Um momento: Algum em que esteja a família toda reunida
Uma música: Aqui vai uma de cada: Construção (Chico Buarque), My Way (Elvis Presley) e Sinfonia No. 25 (Mozart)
Um livro: Orgulho e Preconceito (Jane Austen)
Uma pessoa: Minha irmã: Bárbara, um anjo sapeca


Endereços eletrônicos:

1 comentários:

Terezinha,  7 de junho de 2012 23:53  

Gostei muito da entrevista da Andréia. Ela é muito fofa mesmo, respondeu as perguntas de forma clara, natural e inteligente. Sabe o que quer, tem sonhos e vai atrás deles, encarando os desafios. Está certa quando fala que viajar através da leitura, traz emoções e não tem limites. É muito interessante ver jovens se dedicando a escrever livros, pois, certamente, isto poderá incentivar outros jovens a lerem e a escreverem também. Parabéns, Andréia Sales.

Postar um comentário

  © NOME DO SEU BLOG

Design by Emporium Digital