Sejam bem vindos!
Se vocês gostam de saber novidades sobre livros e filmes está no lugar certo!

Resenha Movies - Padre

Título original: Priest
Título no Brasil: Padre
Duração do filme: 87 mim.
Gênero: ação/terror
Direção: Scott Charles Stewart
Sinopse: O mundo foi devastado por uma guerra entre humanos e vampiros que durou séculos. Com o final do combate, um Padre Guerreiro foi forçado a viver escondido entre os cidadãos comuns em uma cidade completamente controlada pela Igreja. Mas tudo muda quando sua sobrinha é sequestrada por um grupo de sanguinários vampiros, que estão voltando a atacar após o breve período de paz. Contrariando as ordens da Igreja, o Padre parte em busca de sua familiar, contando com a ajuda do namorado da garota e de uma poderosa Padre Guerreira, especialista em combate.


Vou te contar hem? Cada vez mais a moda de adaptar os livros e quadrinho para a grande telona tem se intensificado! E como todos sabem nem sempre (na maioria dos casos...) as adaptações ficam boas!
No caso de Padre, eu não sei se “sacanearam” com os quadrinhos ou não, mas eu vou procurar ler os quadrinhos, pois gostei da história do filme e quero saber se eles foram fiéis a história ou se eles alopraram com tudo.
Aloprações a parte, vamos ao que eu achei do filme: Padre conta a história de uma sociedade em que os homens e os vampiros sempre existiram e assim, a guerra entre as duas raças sempre existiu também. Porém os homens tinham a vantagem de terem a luz, mas mesmo assim os vampiros eram mais rápidos e mais fortes e por isso eles estavam acabando com a raça humana, até que surgiam os “padres”, homens com habilidades especiais que conseguiram aprisionar esses vampiros em cidades/prisões.

Logo quando eu vi o trailler do filme eu pensei “Esse, deve ser, um daqueles filmes de terror sem sentido”, mas vendo o filme percebi que ele era um filme de ação bem estruturado e com uma história muito legal, de uma sociedade que vive sob os domínios da igreja onde a igreja é a o estado e tudo o que for contra a igreja é considerado heresia e por isso automaticamente um ataque ao estado. É nesse meio que conheçemos um “padre” que vive na cidade/estado governada pela igreja que depois de servir ao estado contra os vampiros, se vê deslocado e inútil, em um mundo onde seus serviços na são mais necessários. Porém um ataque a uma vila, esquecida pela igreja, faz com que ele desconfie se aquele ataque não poderia ser obra dos vampíros, contudo ninguém acredita nele, pois todos acreditam que a igreja os protege e que a ameaça dos vampiros é praticamente nula e é assim que se desenrola o filme.

Mas como nada é perfeito, uma coisa que prejudicou um pouco o entendimento do filme foi as muitas informações jogadas para o expectador sem que desse tempo para a assimilação, pois assim que você estava terminando de captar uma informação, aparecia uma nova e você ficava tipo “ok, nós tínhamos A e B e agora temos B, C eeee.... A” (talvez se o filme fosse mais longo ficasse melhor). Outro fator foi a falta de explicação das diversas “raças” de vampiros que existiam na história do filme. Fora disso é muito bom, pois de um tema clichê conseguiu uma história envolvente e bem interessante, pois trata de temas delicados como: a religião.
Eu recomendo muito esse filme! Então vão logo conferir, pois o filme está muito legal! 

4 comentários:

Deivison Amorim 4 de junho de 2011 21:09  

A temática 'vampiresca' nunca foi minha preferida, mas esse parece ser bem legal por envolver a religião, padre guerreiro (???) e tals.

Quem sabe eu dê uma olhada.

Comenta lá no blog, tem bastante coisa interessante, você vai gostar. http://eutenholivros.blogspot.com/

bella mudando o mundo 5 de junho de 2011 16:02  

sim, "padre guerreiro" e como a religião nos afeta quando tratada quando quem comando o estado é a igreja, ou seja, falta de liberdade de expressão.

αηδψϊηћα ஐβϊττψஐ 6 de junho de 2011 07:21  

Ainda bem q não vi Padre....rs
Todo mundo falando mal... mas o trailer não me conquistou...

Andy_Mon Petit Poison
www.monpetitpoison.com

bella mudando o mundo 6 de junho de 2011 15:19  

Poxa, eu gostei!
Não é o melhor do ano, mas é legalzinho...

Postar um comentário

  © NOME DO SEU BLOG

Design by Emporium Digital