Sejam bem vindos!
Se vocês gostam de saber novidades sobre livros e filmes está no lugar certo!

Resenha - Um Dia


Autor: David Nicholls
Editora: Intrínseca
Páginas: 410
Sinopse: Dexter Mayhew e Emma Morley se conheceram em 1988. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro. Os anos se passam e Dex e Em levam vidas isoladas - vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois. Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho. Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risos e lágrimas. E, conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida.

Um dia. Vinte anos. Duas pessoas. Um livro que pode ser comparado a um vinho, quanto mais antigo, mas delicioso.
David Nicholls soube exatamente como dosar a passagem do tempo e a mudança na personalidade e ações de cada personagem, mostrando cada fase, cada ato impensado como um pedaço que forma o grande mosaico da vida, que tem como fundo principal uma história de amor, onde Emma e Dexter são protagonistas de um dia, uma data muito especial que marcará a vida dos dois para sempre, 15 de julho. Data onde tudo começa e termina.
Nesse Romance lindo de Nicholls nós temos Emma, uma menina/ mulher que adora escrever e uma ativista fervorosa, ler na pespectiva dela causa amores e ódios, não porque ela seja uma protagonista chata, é que ela é muito insegura de si, o que acaba sendo chato por acontecer repetidamente. Dexter já é o oposto de Em, ele é confiante demais, arrogante demais e todos os “demais” possíveis a um ser humano, o que tornava bem irritante a pessoa dele, dava vontade de entrar no livro e sacolejar ele. Todavia esses opostos entre eles balanceava a história e tornava o livro agradável de ler, engraçado e apaixonante. Foi legal ver algumas características deles permanecendo e outras se perdendo, o que é algo natural na vida, nada permanece imutável, mas em constante movimento. Já o final da história me tirou lágrimas e me revoltou de início, mas pensando bem agora, foi o final perfeito.
Recomendo a leitura de “Um Dia”, não que seja um livro leve, mas também não é um livro pesado de narrativa. Mas é uma história que cativa a qualquer faixa etária e faz você torcer por esse casal que cresceu junto. 



1 comentários:

Patty Santos 18 de fevereiro de 2013 10:45  

Oi Isabela,
A história desse livro é super linda e muito realista, adorei tanto o livro quanto o filme, os dois estão na minha estante.
Passa lá no meu blog e pega o Selo: 2013 Literário, te indiquei para a Tag. Se gostar também segue o blog, eu já estou te seguindo.
Bjks
Patty Santos
http://coracaodetinta.blogspot.com.br/

Postar um comentário

  © NOME DO SEU BLOG

Design by Emporium Digital